26 de novembro de 2012

O 'renascimento' da La Samaritaine, a catedral do comércio francês

La Samaritaine, uma das lojas de departamentos mais famosas e antigas de Paris, reabrirá suas portas em abril de 2020 após 15 anos de fechamento. Uma versão completamente renovada e repensada pela LVMH, a gigante global de luxo de propriedade de Bernard Arnault que financiou as obras por 750 milhões de euros.

Numa conferência de imprensa em Paris, Jean-Jacques Guiony, presidente da Samaritaine e diretor financeiro da LVMH, lembrou o “renascimento, a ressurreição” desta “catedral do comércio” - como era definida na época - um símbolo da capital da França.

O imenso complexo localizado entre o Sena e a rue de Rivoli no centro incluirá, entre outras coisas, um grande hotel da cadeia Cheval Blanc, uma piscina com vista para Montmartre, um centro comercial, além de bares, como o famoso Caffè Cova da Via Montenapoleone em Milão, restaurantes, hospedagens, escritórios e um berçário.

Leia também:
Dólar forte cria problemas para o segmento da moda nos Estados Unidos
Implementado o H&M Rental Service, serviço de aluguel de itens de moda
LVMH oficializa a compra da Tiffany em negócio que envolve US$ 16,2 bilhões

https://www.saopaulopretaporter.com/noticias/ler/o-renascimento-da-la-samaritaine-a-catedral-do-comercio-frances