26 de novembro de 2012

Livro retrata a obra de Kalma Murtinho, uma das maiores figurinistas do país

A Fundação Nacional de Artes acaba de lançar o livro "Kalma Murtinho, figurinos", que traz mais de 400 desenhos, croquis e fotos dos trabalhos da figurinista. A obra traz uma cronologia completa de sua obra, além de textos críticos e depoimentos, inclusive da própria artista - uma das mais célebres da cena brasileira - alguns deles exclusivos. Organizada por Rita Murtinho (filha de Kalma e também figurinista) e pelo ator, roteirista e diretor Carlos Gregório, a publicação inclui introduções de Fernanda Montenegro, Barbara Heliodora e Paula Santomauro.

O livro representa mais de 60 anos de trabalho.  A obra inclui textos jornalísticos, como os de Carlos Drummond de Andrade, Fausto Wolf, Yan Michalski, Macksen Luiz e Sábato Magaldi e pelos testemunhos dos parceiros de trabalho de Kalma Murtinho - como Gianni Ratto, Maria Clara Machado e Camila Amado, entre outros, que ajudam a contextualizar o trabalho da figurinista na história do teatro brasileiro.

O presidente da Funarte, Guti Fraga, analisa: "A exuberância do teatro brasileiro, respeitado no mundo todo, se deve, em grande parte, ao talento de nossos cenógrafos e figurinistas. Entre estes, sobressai o trabalho de Kalma Murtinho. Ela pertence à geração que profissionalizou e deu visibilidade ao ofício. Assinou figurinos em espetáculos que fizeram a história de nossas artes cênicas". O presidente destaca que o Brasil carece de publicações sobre cenografia e figurino. "O livro resgata essa trajetória de êxitos e a deixa disponível para as novas gerações", conclui.

Sobre Kalma Murtinho
A carioca Maria Carmen Braga Murtinho (1920 - 2013) criou indumentária, cenários e adereços para teatro, carnaval, dança, ópera, televisão, cinema e shows, num total de mais de 220 produções, a grande maioria para teatro. Ganhou mais de 30 premiações, de 1955 a 2007, sendo quatro prêmios Molière; seis troféus Mambembe (Ministério da Cultura); dois prêmios Shell; e os prêmios das associações brasileira, carioca e paulista de críticos teatrais; além dos prêmios Saci e Ibeu, entre outros. Começou nos anos 40, antes de existir no Brasil a profissão de figurinista, como dizia: "sou do tempo em que se dedicar ao teatro significava fazer de tudo, de varrer os bastidores a atuar”. Por isso, acostumou-se a tirar ela mesma as medidas dos modelos e a comprar material.

Serviço:
Kalma Murtinho, figurinos

Organização: Rita Murtinho e Carlos Gregório
Edição Funarte
244 páginas
Preço: R$ 50

https://www.saopaulopretaporter.com/noticias/ler/livro-retrata-a-obra-de-kalma-murtinho-uma-das-maiores-figurinistas-do-pais